Acolhimento para o Internato 2013/01


Os estudantes do curso de Medicina foram recebidos, nos dias 04 e 05 de fevereiro, com o acolhimento especial que incluiu palestras, conferências e instruções. Esse momento marca o primeiro contato do aluno que está ingressando com as turmas que retornaram das férias e os estudantes que participarão da prática no internato.

De acordo com o Dr. Alex R. Miranda, coordenador do curso de Medicina, no acolhimento o aluno ingressante conhece a instituição, os recursos disponíveis, práticas pedagógicas, laboratórios, salas de aula, biblioteca e outros. “Explicamos a complexidade do curso de Medicina, cuja grade horária é a de maior duração dentre os cursos do país. Ensinamos também a lógica da matriz curricular, apresentamos o corpo docente e a dinâmica do curso”, ressalta.

Os alunos de 9º a 12º períodos, que participam das práticas no internato, receberam um acolhimento com conferências e palestras específicas. O coordenador comentou que neste momento o estudante passa a ter contato com a comunidade nos hospitais, Unidades Básicas de Saúde e até mesmo em residências de pacientes. “Nesse período ele conhece a prática médica cotidiana. O internato hoje está em Araguari e em algumas cidades no entorno, onde fazemos um internato de saúde coletiva para conhecer o sistema de saúde regional”, afirma.

Durante a conferência de abertura foram apresentados os coordenadores do internato, normas de condutas e regras, além de aspectos pedagógicos e aspectos éticos da prática médica. O Dr. Vinicius Paulino da Costa, Médico Infectologista e coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar da Santa Casa de Misericórdia que falou sobre a importância das ações do médico para o controle das infecções hospitalares, que é uma grande preocupação hoje. Além disso, os professores falaram especificamente sobre os rodízios, locais de estágio e cotidiano das unidades”, explica.

Ainda no acolhimento as turmas receberam informações sobre o sistema municipal de saúde e planejamento das atividades do internato nas áreas materno-infantil, adulto e saúde coletiva. Após as conferências os estudantes tiveram o primeiro contato com as unidades de saúde e professores que realizam o acompanhamento. “Hoje o curso de Medicina da UNIPAC consegue articular o poder público municipal, parceiros privados, serviços próprios da instituição e paralelamente articula parcerias com outros municípios. Tudo isso reverte em benefício para a comunidade, com a formação de novos médicos que vão se fixar em nossa cidade e na região. Aqui nós formamos recursos médicos extremamente importantes para o desenvolvimento social e econômico”, concluiu o coordenador.



















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...