Falando ABERTAMENTE


O AbertaMENTE realizou, na última terça-feira (19), a I Conferência de Saúde sobre LGBT. Com o apoio da Fundação Araguarina de Educação e Cultura (FAEC), o evento aconteceu na Casa da Cultura Abdala Mameri e teve como público-alvo a população LGBT de Araguari, totalizando mais de cem pessoas.

Também estiveram presentes pessoas interessadas no tema, apoiadoras da causa e autoridades do município como: Dr. Clayton Fernandes, vice-prefeito; vereador Paulo do Vale; Jean Laverdi, presidente da FAEC; e Eliane Rafacho, diretora da Casa da Cultura.

O AbertaMENTE é um projeto de extensão do IMEPAC, idealizado pelos alunos do 9º período de Medicina Andreia Gonçalves, Cleidiney Alves e Jéssica de Carvalho, sob orientação das professoras Rosana de Cássia Oliveira e Marislene Pulsena.

A atividade teve como objetivo viabilizar o contato com o público LGBT. A abertura do evento foi feita pela Drag Queen Tatá Camburão e, em seguida, foram apresentadas várias performances artísticas. A professora Dra. Marislene Pulsena ministrou uma palestra sobre as políticas de saúde LGBT, relatando o que está previsto em lei, bem como os fatores de risco a que esta população está exposta ,tornando-a vulnerável. . Além disso, a palestrante explicou os objetivos do projeto, abrindo espaço para debate.

Posteriormente, caso se sentissem à vontade, os presentes foram convidados a responder um questionário que contemplava informações sociodemográficas, socioeconômicas, de saúde e hábitos de vida. Convém ressaltar que as perguntas foram construídas a partir de vários encontros e discussões com lideranças LGBTs. “O questionário tem como intuito levantar o perfil dessa população. Para efetivarmos a política de saúde LGBT , precisamos saber quem são, quantos são, como nascem, vivem ,adoecem e amam, etc ”, disse Andreia Gonçalves.

Após a palestra e debates, foram feitas mais apresentações artísticas e um momento de socialização e troca de experiências. O aluno Cleidiney Alves enfatizou que essa foi uma das etapas do projeto e que existe toda uma equipe multidisciplinar envolvida nesse trabalho de caráter longitudinal. “O Abertamente surgiu a partir de uma preocupação nossa com essa população. Participamos de alguns congressos nos quais foi discutida a Atenção à Saúde LGBT e percebemos que apesar de existir uma política de saúde aprovada desde 2011, não percebemos esta implementação na prática, como já existe no caso da saúde da mulher, idoso ou criança. Diante desse quadro, fizemos levantamentos bibliográficos, encontros com as lideranças da população LGBT de Araguari e escrevemos um projeto que foi submetido e aprovado pela Plataforma Brasil, o qual se constitui de cincos etapas.” Segundo ele, a expectativa é que após análise dos questionários seja iniciada a etapa de atendimentos, de acordo com a necessidade de cada participante.

O lançamento oficial do Abertamente será realizado em novembro, mas aqueles que ainda desejarem participar do questionário podem entrar em contato pelo telefone (34)99977-0732.
























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concurso de Residência Médica 2018 - FAMERP

Os editais do Concurso de Residência Médica 2018 - FAMERP já estão disponíveis no site.

Segue link para maiores informações:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Hospital Sírio-Libanês abre inscrições para os programas de residência 2018


Programas de residência têm atividades práticas realizadas nas unidades públicas, dando oportunidade de vivenciar a prática da profissão em serviços públicos.

O Hospital Sírio-Libanês está com inscrições abertas para 39 diferentes programas de Residência em Saúde com início em 2018, totalizando 183 vagas. As opções são divididas entre as modalidades de residência médica, multiprofissional, uniprofissional, especialização em regime de residência médica e ano adicional. Os interessados em participar do processo seletivo podem se inscrever até o próximo dia 20 de outubro. A primeira fase, constituída por uma prova objetiva de múltipla escolha, via web, ocorrerá em 4 de novembro, em oito capitais: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

O objetivo da descentralização é garantir a abrangência nacional da seleção e facilitar o acesso a uma diversidade maior de candidatos, sem a necessidade de grandes deslocamentos. A aplicação da prova em diferentes locais só é possível em razão de um acordo firmado entre o Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa e instituições internacionais, reconhecidas em processos de avaliação na área da saúde.
Segundo a superintendente de Ensino do Hospital Sírio-Libanês, Gisleine Eimantas, os programas permitem que jovens de todas as regiões do Brasil convivam em um ambiente de excelência profissional, com estrutura moderna e de alta tecnologia, adquirindo conhecimentos e habilidades para a prática profissional, visando o cuidado centrado no paciente ao lado de profissionais de renome em suas especialidades. “No futuro, eles poderão compartilhar a experiência Sírio-Libanês com seus colegas, principalmente em seus locais de origem, e retribuir à sociedade o aprendizado, contribuindo para a formação e qualificação dos profissionais de saúde em âmbito nacional”, afirma.

Outro destaque de todos os programas de residência oferecidos pela instituição são as atividades práticas realizadas nas unidades públicas sob a gestão do Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês, o Hospital Geral do Grajaú e o Hospital Municipal Infantil Menino Jesus. Com essa iniciativa, os participantes também têm a oportunidade de vivenciar a prática da profissão em serviços públicos.

Os programas
Na residência médica, o Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa oferece aos candidatos 13 especialidades: Anestesiologia, Cancerologia, Cardiologia, Clínica Médica, Endoscopia, Dermatologia, Mastologia, Medicina Intensiva, Medicina Preventiva e Social – área de concentração em Administração em Saúde, Neurologia, Pediatria, Radiologia/Diagnóstico por Imagem e Radioterapia.

Há quatro programas com vagas abertas na modalidade multiprofissional: Cuidado ao Paciente Crítico, Cuidado ao Paciente Oncológico, Gestão dos Serviços de Saúde e Redes de Atenção à Saúde e Cuidado à Saúde da Criança e Adolescente.

Na modalidade uniprofissional são seis áreas de especialidade: Biomedicina em Diagnóstico por Imagem, Enfermagem em Cardiologia, Enfermagem Clínico-Cirúrgica, Enfermagem em Centro Cirúrgico e Centro de Material e de Esterilização, Enfermagem em Urgência e Emergência e Física Médica em Radioterapia.

Os interessados em cursar ano adicional têm duas opções: Endoscopia Digestiva e Ergometria. Já a especialização em regime de residência dispõe de 14 cursos: Cancerologia, Ecocardiografia, Patologia Oncológica, Radiologia/Cardíaca, Radiologia/Mama, Radiologia/Medicina Interna, Radiologia/Musculoesquelético, PET/CT e SPECT CT, Radiologia/Ultrassonografia, Radiologia/Ultrassonografia II, Radioterapia de Alta Tecnologia, Transplante de Médula Óssea e Onco-Hematologia, Transplante de Medula Óssea e Onco-Hematologia Pediátricos e Neurorradiologia e Radiologia de Cabeça e Pescoço.

Reconhecimento
Os programas de residência do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa são reconhecidos pela Comissão Nacional de Residência Médica e pela Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde, ambas vinculadas aos Ministérios da Educação e da Saúde. Outros diferenciais são: a oferta de programas ministrados por docentes altamente qualificados, a infraestrutura de ensino com elevada incorporação tecnológica, as metodologias de ensino-aprendizagem inovadoras e a diversidade de oferta em campo de práticas constituída de instituições de saúde de reconhecida excelência.

Serviço:
Evento: Programas de Residência 2018
Data: Inscrições até 20 de outubro de 2017
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

REVISTA MASTER


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

I Encontro Nacional Médicos do Futuro



Participe de palestras com profissionais do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês, que apresentarão uma visão crítica das tendências da medicina em temas como tecnologia em saúde, oncologia personalizada, cuidados paliativos, entre outros. 
I Encontro Nacional Médicos do Futuro.

Dia 1º de outubro de 2017. Inscreva-se: http://bit.ly/2wfLfR3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Alunos de Medicina IMEPAC recebem prêmio em Simpósio de Anatomia



Entre os dias 31 de agosto e 02 de setembro, os alunos Matheus Assis e Mateus Gomes, do 5º período de Medicina, participaram do V Simpósio Norte Nordeste e Centro-Oeste de Anatomia Aplicada e do IV Encontro de Ligas Acadêmicas. O evento aconteceu na Universidade de Rio Verde (UniRV – Goiás) e contou com a presença de docentes e discentes de todo o país.

Na ocasião, os estudantes do IMEPAC apresentaram o trabalho “Conhecimento Sobre Anatomia Humana dos Discentes do Ciclo Clínico do Curso de Medicina de uma Instituição Privada do Estado de Minas Gerais”, sob orientação do Prof. Me. Carivan Cordeiro. Com essa pesquisa, eles conquistaram o prêmio de melhor trabalho científico (modalidade pôster) na categoria Anatomia e Arte, Anatomia e Educação e Farmacologia.

Além disso, durante o Encontro de Ligas Acadêmicas, Matheus Assis teve a oportunidade de compartilhar com os participantes do evento sobre o funcionamento da Liga de Anatomia e Dissecação do IMEPAC, da qual é Diretor Científico. “Participar de eventos como esses possibilita aos discentes a vivência de novos conhecimentos. A troca de experiências oportuniza que cada um possa resgatar o melhor para a aplicação de atividades e ações no cotidiano do processo de ensino-aprendizagem que é continuamente discutido nas reuniões e orientações de liga. Ademais, reforça a importância do acadêmico sempre investir em estudos extracurriculares e contribuir com as suas pesquisas para o aprendizado dos outros”, relatou.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Calouros de Medicina participam de mesa-redonda com egresso

Os calouros do curso de Medicina do IMEPAC participaram na manhã de ontem (04) de uma mesa-redonda sobre a vida acadêmica e profissional do médico.

O evento contou com a participação da egressa Valdenice Rodrigues da Cunha Sousa, que relatou suas experiências no mercado de trabalho e como o IMEPAC contribuiu para sua formação profissional, humana e ética. Valdenice é da 10ª turma de Medicina IMEPAC e concluiu sua graduação em julho de 2015. Após seis meses de experiência no mercado de trabalho, Valdenice foi aprovada na Residência em Medicina de Família, do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Araguari. “O IMEPAC, por meio dos professores, me deu todas as condições de ser aprovada em uma prova de residência. Saímos daqui aptos a exercermos a profissão médica.” A egressa ressaltou também a importância do esforço pessoal, dedicação e comprometimento. “A faculdade nos mostra os caminhos e nós vamos percorrendo.”

A Mesa-Redonda com Egressos faz parte do cronograma do IMEPAC de recepção dos seus calouros, sendo organizada pelos cursos ao longo do semestre acadêmico.











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

I COEPS - I CONGRESSO DOS ESTUDANTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE



O Diretório Acadêmico Diogo Guimarães (DADG), do curso de Medicina do IMEPAC Araguari, promoveu o I Congresso dos Estudantes e Profissionais da Saúde (COEPS). O evento aconteceu entre os dias 21 e 25 de agosto, no IMEPAC e Ópera Hall, e contou com a presença de mais de 500 inscritos de todo o Brasil.

Com o tema “Atenção Universal à Saúde Humana”, o congresso traz uma proposta de unir saberes e experiências entre as várias áreas da saúde, visto que, atualmente, os serviços de saúde são definidos através de equipes multidisciplinares. A fim de atender essa demanda, a atividade trouxe uma ampla programação científica, política, cultural e social, com a presença de profissionais reconhecidos na academia e no mercado de trabalho. “Trata-se de um evento totalmente diferente e inovador dentre os que já existiram no IMEPAC e com certeza ampliará o conhecimento de cada congressista e de todos os organizadores acerca da atenção à saúde humana, por meio de temáticas atuais que desenvolverão pensamento crítico em cada participante”, ponderou Mateus Gomes, membro da coordenadoria geral do Congresso.

Além de minicursos, palestras, mesas de debate e estudos clínicos, o COEPS trouxe submissão de trabalhos científicos. Dos 42 trabalhos aprovados, 27 foram apresentados na modalidade pôster e 15 na modalidade oral.

























































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...