FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES DE MEDICINA APROVA ACADÊMICOS DA UNIPAC ARAGUARI EM INTERCÂMBIO

A Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina (IFMSA), responsável por um programa de intercâmbio com mais de 50 países, aprovou seis acadêmicos do curso de Medicina da UNIPAC Araguari para um intercâmbio de um mês. Além disso, a Faculdade receberá seis intercambistas de países como Suécia, Tunísia, Turquia e Eslováquia.

O estudante Brunno Santana Oliveira, do 7º período, foi selecionado para a Tunísia e afirma estar bastante animado com a oportunidade. “Sou muito curioso, então já pesquisei tudo sobre o país. É um país muçulmano da África, riquíssimo em cultura. Eu espero viver uma grande aventura e aprender o máximo que puder durante o mês”. O acadêmico foi selecionado para o Programa de Clínica Médica e Cirúrgica, no qual acompanhará um médico em um hospital. “Existe também o Programa de Trabalhos Científicos, onde o estudante pode desenvolver pesquisas”.

A IFMSA organiza os programas de intercâmbio desde 1991, enviando e recebendo mais de 700 estudantes de medicina todos os anos. No Brasil, esses programas são organizados pela Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM). “Nós participamos do Diretório Acadêmico, e nossa colega Mariana Moreira Soares de Sá entrou em contato com o programa esse ano. Inicialmente pensamos apenas em mandar os alunos para o exterior, para países como Tunísia, México e Egito, mas em Agosto vamos receber seis estudantes de vários países”. O programa foi divulgado na UNIPAC Araguari através de um Workshop promovido pelo Diretório Acadêmico. “Esse ano não está mais disponível, mas a seleção é feita em duas fases. A primeira é a análise curricular e caso haja alguma vaga remanescente, é realizado um sorteio”.

Inicialmente o estudante paga a passagem e uma taxa de 400 reais. “Com esse valor nós recebemos estadia e alimentação. Além disso, recebemos um anfitrião e um padrinho. O anfitrião providencia a moradia e o padrinho acompanha o estudante nos locais e ajuda em qualquer dificuldade”. As atividades acadêmicas variam de acordo com o país. “Alguns são mais rigorosos, como a Rússia, que pede para ficarmos oito horas por dia no hospital e ainda pode ter plantão à noite. Outros são mais tranqüilos e pedem apenas quatro horas por dia, mas em todos somos acompanhados por médicos e temos que fazer relatórios”.

O estudante afirma que o programa é muito interessante. “Queria dizer para todos os alunos que tem vontade de fazer um intercambio, que esse é um programa bastante direcionado para a medicina e bastante prático. Ao meu modo de ver é muito interessante é muito proveitoso para o aluno de medicina, principalmente se ele for pró-ativo, interessado e quiser realmente aprender. É uma experiência que ele vai guardar para o resto da vida”.

A Faculdade Presidente Antônio Carlos parabeniza os estudantes do Diretório Acadêmico pela iniciativa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...