CRM-MG visita IMEPAC Araguari para discussão de Ética e Bioética em Medicina


Na tarde de ontem (17), o IMEPAC Araguari recebeu a visita da Comissão de Integração com Faculdades de Medicina e Residência Médica do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG) para uma abordagem do ensino da ética e bioética na instituição. A atividade teve como objetivo preparar os alunos para que , futuramente, desenvolvam uma atuação ética junto à sociedade. 

Além de estudantes do curso de Medicina do IMEPAC, estiveram presentes no evento o Dr. João Batista Gomes Soares, ex-presidente do CRM-MG; Dr. Victor Hugo de Melo, presidente da Comissão; Dr. Alexandre de Menezes Rodrigues, delegado regional em Uberlândia; e Dr. Sérgio Abreu, representante do CRM em Araguari. A atividade contou, ainda, com a presença da Profª. Divânia Araújo Freitas, diretora geral do IMEPAC; Dr. José Júlio Lafayette, diretor executivo do IMEPAC; Prof. Dr. Marcelo Cardoso de Assis, diretor do curso de Medicina; Prof. Dr. Alex Miranda Rodrigues, coordenador do curso; Prof. Dr. Wiliam Gebrim Júnior, diretor de Ambulatório; e Profª. Dra. Marislene Pulsena, coordenadora do Internato.

Em um primeiro momento, foi feita uma reunião com a Diretoria e Coordenação do Curso de Medicina, na qual foi discutido o ensino da bioética e ética médica no IMEPAC, bem como os rumos do ensino médico no Brasil. Posteriormente, os representantes do CRM fizeram uma visita pela faculdade a fim de conhecerem a infraestrutura da IES. Ao final, alunos e professores se reuniram com o Conselho para uma apresentação do CRM-MG e discussão de um caso clínico real, apresentado pela equipe do CRM e discutido com participação dos docentes e discentes presentes.

Segundo o coordenador do curso de Medicina, Prof. Dr. Alex Miranda Rodrigues, a atividade é de grande relevância no sentido de preparar os alunos para o desenvolvimento de uma visão ética no exercício da profissão. “Embora o tema seja ensinado exaustivamente ao longo do curso, aqui o aluno está sempre acompanhado por uma profissional capacitado. Já o recém-formado frequentemente vai trabalhar sozinho em uma unidade básica de saúde, por exemplo, e começará a lidar com situações que exijam dele uma linha de ação correta no aspecto ético.” Dr. Alex enfatizou, ainda, que a Comissão de Integração se mostrou satisfeita com o ensino da ética e bioética no IMEPAC, bem como com toda a infraestrutura e o corpo docente altamente qualificado do curso de Medicina.
















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...